TERÇA FEIRA, 08 de outubro

Durante os primeiros dias após a eclosão, os perdigotos precisam de se alimentar de insetos para crescerem e se desenvolverem rapidamente. Sem essa dieta rica em proteínas, os perdigotos ficam atrofiados e morrem. Infelizmente, o número de insetos é muito reduzido nas culturas de cereais, porque os herbicidas e inseticidas quebraram a cadeia alimentar natural. No, entanto, os pesticidas agrícolas raramente envenenam os pássaros diretamente.

Desde o início dos anos 80, o GWCT (Game & Wildlife Conservation Trust) desenvolveu técnicas para ajudar a trazer de volta os insetos às culturas de cereais e aumentar a sobrevivência dos perdigotos de modo compatível com a agricultura moderna.

insectos 

Prós e contras para os agricultores

Criar cabeceiras de conservação ao longo das margens das culturas de cereais.

As principais medidas-chave são:

  • Não aplicar herbicidas e inseticidas de verão em culturas de cereais ao longo de uma faixa de 6 a 24 metros ao longo da margem dos campos.
  • Os fungicidas podem ser aplicados normalmente.
  • Alguns herbicidas seletivos de outono podem ser aplicados no combate a certas ervas daninhas nocivas.
  • Deixar cabeceiras de conservação e manter uma boa cobertura para a nidificação, para que os perdigotos se possam alimentar aí.
  • Deixar alguma terra nua entre as cabeceiras e as plantações. Evita a infestação de ervas daninhas na cultura e fornece uma área seca, permitindo que as ninhadas de perdiz se espojem (espojeiros).
  • Não aplicar inseticidas de verão nos cereais, a menos que não haja outra opção. Os efeitos prejudiciais de uma aplicação em larga escala podem durar vários anos. Se for necessário tratamento, use um produto seletivo, como o pirimicarbe, ou deixe os 12 metros externos sem polvorizar.

cultura

Imagem: Uma cabeceira de conservação. As ervas daninhas anuais puderam desenvolver-se na cultura, e foi deixada uma margem para fornecer a base alimentar para a fauna de insetos da qual os perdigotos dependem.

Fonte: G&WCT